Cuidado: uso frequente do enxaguante bucal pode aumentar o risco de diabetes

ANÚNCIO

Na próxima vez que você pegar um enxaguatório bucal para refrescar o hálito, pense novamente.

Tudo sobre enxaguantes bucais: saiba como escolher | bioXtra
Foto: (reprodução/internet)

A maioria das marcas de enxaguantes bucais contém ingredientes antibacterianos que matam as bactérias orais que causam o mau hálito.

ANÚNCIO

Os compostos antibacterianos também ajudam a reduzir uma série de problemas orais, como placa, gengivite e cáries.

A importância do óxido nítrico

No entanto, uma equipe de cientistas dos EUA descobriu que os ingredientes antibacterianos do enxaguatório matam as bactérias orais que produzem óxido nítrico, um composto essencial necessário ao corpo.

O óxido nítrico ajuda as células humanas a se comunicarem através da transmissão de sinais por todo o corpo e regula os níveis de insulina do corpo para ajudar a prevenir o diabetes.

ANÚNCIO

“A maioria desses ingredientes antibacterianos em enxaguatórios bucais não são seletivos”, disse Kaumudi Joshipura, professor de epidemiologia da Escola de Saúde Pública de Harvard.

“Em outras palavras, eles não têm como alvo bactérias orais específicas. Em vez disso, esses ingredientes podem agir em uma ampla gama de bactérias.”

Como a pesquisa fio conduzida

Para o estudo, os cientistas avaliaram 1.206 pessoas com sobrepeso e obesas entre as idades de 40-65 que estavam livres de diabetes e qualquer doença cardiovascular importante.

Entre os participantes, 43% usaram enxaguatório bucal pelo menos uma vez ao dia e 22% usaram pelo menos duas vezes ao dia.

Os cientistas estudaram os dados de saúde dos participantes durante um período de três anos.

Mais sobre a diabetes: Entenda como a ingestão de laticínios integrais pode reduzir o risco de diabetes, doenças cardíacas e derrame

Risco significativamente maior de pré-diabetes ou diabetes

Eles descobriram que as pessoas que usaram enxaguatório bucal duas ou mais vezes por dia tinham um risco significativamente maior de pré-diabetes ou diabetes em comparação com aqueles que usaram uma vez ao dia ou nunca.

A associação entre o uso frequente de enxaguantes bucais e diabetes foi verdadeira para os participantes do estudo, mesmo quando ajustada para renda, educação, dieta (ingestão de carne processada, frutas e vegetais), higiene bucal e condições, medicamentos, distúrbios respiratórios do sono e níveis de glicose.

Por enquanto, até que novas pesquisas sejam feitas com uma população maior, os cientistas dizem que é aconselhável limitar o uso de enxaguantes bucais a uma vez por dia para evitar o risco de diabetes.

Traduzido e adaptado por: Agora sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO