Os rótulos de advertência realmente reduzem a ingestão prejudicial de álcool e alimentos?

ANÚNCIO
Novo rótulo proposto pela Anvisa desagrada indústria de alimentos | Poder360
Foto: (reprodução/internet)

O efeito da impressão de advertências de saúde em produtos de tabaco é bem conhecido. Uma pesquisa recente no Reino Unido mostra agora que pode ser tão eficaz quanto para álcool e produtos alimentícios.

Como foi feita a pesquisa?

Publicado no BMC Public Health, a pesquisa revelou que rótulos de advertência descrevendo várias doenças associadas ao consumo excessivo de álcool e lanches ricos em energia reduziram sua aceitabilidade. Os rótulos continham texto e imagem.

ANÚNCIO

As descobertas foram baseadas em dois estudos online onde os participantes foram solicitados a avaliar rótulos de advertência de saúde em imagens e textos em bebidas alcoólicas e lanches com alto teor de energia.

Veja também: A cura para a diabetes pode estar onde menos esperamos, entenda

Eles tiveram que selecionar entre 21 rótulos no primeiro e 18 rótulos no último. As etiquetas consistiam em uma imagem gráfica com um texto explicativo.

Os rótulos das bebidas alcoólicas retratavam as sete doenças associadas ao consumo excessivo de álcool, enquanto os rótulos dos alimentos retratavam seis doenças associadas ao consumo excessivo de energia. Essas doenças incluíam vários tipos de câncer e doenças cardíacas.

ANÚNCIO

Os resultados que os pesquisadores estavam procurando variaram de excitação emocional negativa, desejo pelo produto rotulado e aceitabilidade do rótulo.

Quais foram as descobertas?

Eles descobriram que, tanto para produtos alcoólicos quanto para alimentos, os rótulos com câncer de intestino geravam os níveis mais altos de excitação emocional negativa, o menor desejo de consumo e a menor aceitabilidade.

A aceitabilidade foi geralmente menor para o álcool quando comparada ao salgadinho. A equipe também estudou os comentários nos rótulos, que mostraram reações negativas em todo o quadro.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO