O coronavírus foi feito em laboratório?

ANÚNCIO

Desde que o Covid-19 apareceu pela primeira vez em Wuhan, China, há muitas especulações sobre sua origem.

OMS diz que não existe evidência que covid-19 foi feita em laboratório |  Exame
Foto: (reprodução/internet)

Teóricos da conspiração extrema afirmam que foi uma arma biológica. No entanto, pesquisas recentes publicadas na revista Nature Medicine colocam de lado todas essas teorias.

ANÚNCIO

Isso prova conclusivamente que o vírus era de origem natural e não propositalmente manipulado.

Como o estudo foi conduzido

A equipe de pesquisa do Scripps Research Institute estudou os dados da sequência do genoma da Covid-19 e vírus relacionados. O Covid-19 é o sétimo coronavírus conhecido.

Os dados do genoma foram disponibilizados por cientistas chineses logo após o início da epidemia. A equipe usou esses dados para investigar a origem e evolução do vírus.

ANÚNCIO

Eles estudaram as proteínas do pico, os ‘ganchos’ que usam para se prender e penetrar nas células humanas e animais, e o local de clivagem, a abertura por onde o vírus entra nas células humanas.

Evidências da origem natural do COVID-19

As proteínas spike Covid-19 foram tão eficazes em se ligar a células humanas que a equipe concluiu que só poderia ser seleção natural.

Veja também: Estudo refuta a teoria de que existe um paciente zero do coronavírus

A segunda evidência foi a espinha dorsal do vírus. Era diferente de outros coronavírus, mas lembrava os vírus encontrados em pangolins e morcegos. Isso mostrou que não foi desenvolvido a partir de vírus causadores de doenças existentes.

Possíveis teorias sobre a origem do vírus

A equipe surgiu com duas teorias sobre a possível origem: o vírus evoluiu como um patógeno em um hospedeiro não humano e depois se mudou para humanos.

Ou o vírus saltou do hospedeiro animal para os humanos em um estado não patogênico e então evoluiu para sua versão patogênica atual.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO