A relação mãe-bebê varia no ambiente urbano e rural: entenda o caso

ANÚNCIO

Os pais fazem de tudo para dar a seus filhos a vida possível e alguns começam a se preparar antes mesmo do parto. Alguns até acabam mudando completamente de casa ou cidade, e eles podem ter razão.

Mãe e filha caminham por uma estrada rural ao longo de um campo de trigo em  um dia quente de verão | Foto Premium
Foto: (reprodução/internet)

Sobre as descobertas do estudo

Um novo estudo publicado no Journal of Community Psychology descobriu que existem algumas diferenças específicas no comportamento das crianças que estão sendo criadas em ambientes urbanos, em oposição a crianças sendo criadas em um ambiente rural.

ANÚNCIO

Os pesquisadores analisaram os dados de dois estudos anteriores que enfocaram as interações mãe-filho e o temperamento do bebê.

Ele descobriu que bebês criados em ambientes rurais exibem mais emoções negativas em comparação com suas contrapartes urbanas.

Crianças nascidas em cidades grandes, diz o estudo, são comparativamente menos exigentes e não se incomodam com os limites impostos por seus cuidadores.

ANÚNCIO

Veja também: Muitos bebês têm sido diagnosticados com alergia ao leite de vaca. Mas esse diagnóstico está correto?

Relação mãe-bebê

Também foi observado que as mães nas áreas urbanas estavam mais sintonizadas com a compreensão das necessidades de seus bebês em comparação com as novas mães nas áreas rurais.

Isso pode significar que as crianças em ambientes urbanos foram mais otimistas quanto ao atendimento de suas necessidades.

“Fiquei chocado, francamente, com o quão pouco havia na literatura sobre os efeitos de criar um bebê em um ambiente rural versus urbano”, disse Masha A. Gartstein, professora do Departamento de Psicologia da Washington State University e co-autora deste estudo.

Repercussões do estudo

“O fato de que as mães rurais em nosso estudo relataram expressões mais frequentes de raiva e frustração de seus bebês pode ter consequências, pois níveis mais altos de frustração na infância podem aumentar o risco de problemas de atenção, emocionais, sociais e comportamentais posteriores.”

Os autores reconhecem este estudo como um ponto de partida no domínio do comportamento infantil e da relação mãe-filho, bem como do efeito do ambiente ao seu redor.

Outra descoberta que este estudo destaca é que os pais, em qualquer situação, relatam o mesmo nível de estresse.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO