Veja qual é o novo índice que pode melhorar o cuidado pós-hospitalar para idosos

ANÚNCIO

Compreender a fragilidade física de um paciente idoso é fundamental para garantir seu cuidado adequado.

Vivências da morte de pacientes idosos na prática médica e dignidade humana  - Bioética
Foto: (reprodução/internet)

Pesquisadores do Reino Unido e do Canadá desenvolveram agora um índice de fragilidade para determinar como as doenças afetam a capacidade funcional de pacientes idosos.

ANÚNCIO

O índice foi baseado em pesquisa publicada na revista CMAJ. O objetivo do índice é medir a fragilidade de pacientes idosos internados por doenças agudas.

Como o estudo foi conduzido

Os pesquisadores basearam seus dados em um estudo de coorte prospectivo de pacientes mais velhos (55,3% mulheres, idade média de 84,6) em um grande hospital terciário no Reino Unido. Eles criaram o índice a partir dos testes de laboratório de rotina.

Esses dados foram atrelados aos desfechos hospitalares, tempo de internação e necessidade de maiores cuidados pós-internação. Eles também avaliaram as incidências de readmissão e mortalidade.

ANÚNCIO

Leia também: Como viver mais de 100 anos? A ciência explica!

Determinar cuidados específicos após a hospitalização

O estudo mostrou que os resultados laboratoriais eram confiáveis ​​para prever os riscos de resultados adversos.

Uma pontuação alta no índice foi associada a chances 18% maiores de readmissão e 45% maiores chances de mortalidade.

O índice é projetado para calcular a fragilidade geral, levando em consideração as condições de saúde agudas e crônicas do paciente.

Esses fatores costumam ser esquecidos ou não são vistos em sua totalidade. O índice ajudaria a determinar os cuidados específicos de que necessitariam após a hospitalização.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO