O uso desinformado dos vapers entre jovens preocupa pesquisadores, entenda

ANÚNCIO

Muitos rejeitaram os cigarros à base de tabaco em favor dos cigarros eletrônicos, principalmente citando menores riscos à saúde aparentemente oferecidos por estes últimos.

Vapers e juices regulamentados são seguros, dizem especialistas
Foto: (reprodução/internet)

Mas quanto os fumantes que defendem a vaporização sabem sobre os vaporizadores que estão usando, especialmente a nicotina que é inalada através dos cigarros eletrônicos?

ANÚNCIO

Os jovens que utilizam não sabem muito sobre o produto que estão usando encontraram os resultados de um estudo recente.

As descobertas do estudo

O estudo foi conduzido por uma equipe de pesquisadores da Stanford University School of Medicine. Com sede na Califórnia, ele pesquisou 445 participantes com idades entre 17 e 24 anos sobre seus hábitos de vaporização, especialmente sobre os produtos que usam.

Os dados utilizados foram coletados em 2019 como parte da fase final do Tobacco Perceptions Study.

ANÚNCIO

Ele descobriu que dos participantes que usavam cigarros eletrônicos baseados em cápsulas, cerca de 50% os compartilhavam com amigos. Cerca de metade deles não sabia se os cartuchos usados ​​eram da mesma marca ou não.

Os cigarros eletrônicos baseados em cápsulas, que se assemelham a um pen drive, vêm com uma cápsula cheia de um líquido com infusão de nicotina. A cápsula se encaixa em um vaporizador.

Veja também: Cuidado com o vaper! Estudo encontra biomarcadores alarmantes na urina de usuários de cigarro eletrônico

O perigo do “uso furtivo”

“Esses jovens não tinham ideia de quanta nicotina estavam consumindo”, disse a autora sênior do estudo, Bonnie Halpern-Felsher, Ph.D., professora de pediatria.

“Os adolescentes não estão usando esses produtos à base de cápsulas mais do que outros cigarros eletrônicos por causa da saúde ou dos sabores oferecidos.”

“Eles nos dizem: ‘É porque podemos esconder isso, e o cheiro produzido é menos óbvio.’ Essa capacidade de ‘uso furtivo’ é preocupante.”

Desinformação sobre a dosagem de nicotina

Os autores também levantaram preocupações sobre como os jovens vapers não têm consciência de quanto tempo leva para terminar uma cápsula, destacando assim que eles não estão muito preocupados com a dosagem, o conteúdo de nicotina ou a possibilidade de vício com isso.

No entanto, surgiram mais preocupações sobre os regulamentos em torno da vaporização, que permitem a falta de informação por parte dos consumidores.

Os regulamentos atuais não exigem que os fabricantes forneçam uma lista completa de ingredientes.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO