INSS – Quem tem direito a receber o teto de R$ 6.101,06

ANÚNCIO

Você sabe quem tem direito a receber o teto máximo do INSS, que hoje em dia é de R$ R$ 6.101,06? A pergunta é interessante porque quase todo mundo gostaria de ter um pagamento do INSS como esse na aposentadoria, não é mesmo?

Quando esse é o assunto, as pessoas costumam ter diversas dúvidas. No entanto, existe uma explicação bastante óbvia para quem tem o interesse em entender como é feito o cálculo da aposentadoria do INSS.

ANÚNCIO

É a partir desse cálculo que será possível entender também como conseguir alcançar o objetivo de ter direito ao teto máximo desse direito previsto em lei. Neste conteúdo, também será possível, entender como é feito o saque.

INSS
Foto: Reprodução/internet

Quem tem direito ao INSS

O INSS é o órgão selecionado para fazer a gestão do pagamento da aposentadoria e dos outros benefícios dos trabalhadores brasileiros de empresas privadas. Geralmente, você ouve falar sobre aposentados e pensionistas do INSS, não é mesmo?

Então, essas pessoas têm direito a um beneficio do INSS que foi pago durante contribuições mensais durante um determinado tempo e dependendo de cada tipo de depósito acontecem os valores e os benefícios.

ANÚNCIO

Basicamente, tem direito ao INSS todos os assegurados da Previdência Social, acima de 16 anos. E para sacar o benefício do INSS basta ter o cartão magnético da Previdência e a sua senha de acesso. Lembre-se também que existem 2 condições para ter direito ao INSS, sendo:

  • O tempo de contribuição (35 anos para homens e 30 para mulheres)
  • Idade (65 anos para homens e 60 para mulheres).

E, para ambos os casos, também é necessário ter uma comprovação de cumprimento da carência de 180 meses trabalhados. Existem ainda, outras formas de receber o INSS, que iremos descrever a seguir.

São elas: doenças ou acidente – onde o médico perito do INSS precisa considerar que o trabalhador não tenha condições de exercer atividades remuneradas) e também a aposentadoria especial (para quem fica exposto aos agentes nocivos para a saúde).

Simulação do INSS – quanto falta?

Para o contribuinte que ainda não sabe quanto falta para se aposentar, existe outras formas de saber qual é o valor de pagamento do INSS que vai receber, considerando, por exemplo, o tempo de contribuição e o valor do benefício: através da simulação do INSS.

O INSS te permite simular automaticamente ou manualmente os valores e os prazos de trabalho para que você tenha acesso a possibilidade de saber quanto tempo falta para se aposentar.

Se você está em busca de informações para receber o seu 1º pagamento do INSS, considere que receberá uma carta do INSS, e com ela, basta ir até uma agência da Caixa apresentando sua documentação para autorizar o crédito em conta ou para sacar os recursos.

O lado bom de ter o crédito em conta é que você pode movimentar os valores como você quiser e da forma que quiser, podendo usar, por exemplo, o seu cartão de débito, com saques parciais ou mesmo o pagamento de contas e as compras.

Outra opção é você solicitar o cartão INSS, que também permite o saque do benefício no valor total da sua aposentadoria em qualquer casa lotérica, desde que você tenha a sua senha pessoal também. Os saques também podem acontecer nos correspondentes Caixa.

Caso esteja interessado em saber quanto tempo falta para se aposentar, é possível realizar uma simulação, através deste link. 

O cálculo da aposentadoria

O cálculo da aposentadoria é a uma das maneiras que o INSS usa para cumprir a lei e realizar o pagamento do INSS aos beneficiários, como os aposentados e os pensionistas.

O cálculo da aposentadoria leva em conta o cadastro de vínculos e as remunerações de cada pessoa que ficam guardadas no CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais, sendo que as contas são feitas automaticamente pelos programas do INSS.

O resultado disso é o que é chamado de fator previdenciário, que está publicado na Lei 9.876/99, que permite visualizar o valor do salário do benefício e que tem a ver diretamente com o valor do pagamento do INSS.

Como receber o teto de R$ 6.101,06

Quem contribuiu sobre o teto do INSS durante toda a vida, terá uma média inferior ao teto do INSS hoje (aproximadamente 92% do teto).

Se o teto de 2020 é R$ 6.101,06, e o contribuinte colaborou sempre com o teto da previdência, provavelmente, sua média será próxima de R$ 5.610,57. Que é quase R$ 500,00 a menos do que o verdadeiro teto.

Depois do cálculo da média de contribuições, será aplicado o fator previdenciário. Em grande parte dos casos, isso irá diminuir o valor da aposentadoria. Ou seja, quanto mais novo e menos tempo de contribuição, menor será o valor da aposentadoria.

Por exemplo, se for um homem com 55 anos e tiver 35 de contribuição, o valor aproximado será de R$ 4.030. Então, não significa que, contribuindo com o teto, o contribuinte irá receber o valor máximo.

Como sacar o INSS

Para fazer o saque do INSS, o beneficiário precisará separar todos os documentos necessários, além do cartão magnético da Previdência Social, que são: RG e o número de inscrição no PIS.

Depois, basta ir até uma agência da Caixa – e quem não puder ir vai precisar nomear um procurador que tem que ser autorizado pelo Posto do INSS. O saque deve acontecer em até 60 dias após os recursos serem disponibilizados – depois disso, o valor é devolvido ao INSS.

Informações adicionais

Se você ficou com alguma dúvida sobre como sacar o INSS ou sobre como saber quem tem direito ao teto do INSS pode também baixar o aplicativo da Caixa de forma gratuita para obter essas informações. Além de usar o 0800-726-0101.

ANÚNCIO