Terapia com luz azul pode ajudar na melhora do sono e das funções cognitivas, entenda

ANÚNCIO

Uma das maneiras de tratar uma lesão cerebral é corrigindo as interrupções no sono e nos ciclos do sono.

Neurologista dá 10 dicas para melhorar a qualidade do sono
Foto: (reprodução/internet)

Em um estudo publicado na revista Neurobiology of Disease, os pesquisadores descobriram que a terapia da luz azul pode reativar o ritmo circadiano e ajudar a melhorar os problemas de sono de pessoas com lesão cerebral traumática leve.

ANÚNCIO

Como o estudo foi conduzido

Isso pode ajudar na recuperação geral, porque o sono e o ciclo do sono são dois meios muito poderosos de melhorar a saúde cognitiva.

Para o estudo, a equipe selecionou voluntários com idade entre 18 e 50 anos da área metropolitana de Boston.

Essas eram pessoas que foram diagnosticadas com uma concussão ou lesão cerebral traumática leve nos 18 meses anteriores até 4 meses antes do estudo.

ANÚNCIO

Os voluntários tiveram que passar por uma triagem por telefone seguida por uma entrevista individual antes de serem selecionados. Ao todo, foram selecionados 32 participantes.

Leia também: Quer adormecer mais rápido? Experimente esta técnica de respiração

Melhora do sono quando expostos a luz azul

O grupo experimental foi exposto a pulsos de luz azul de 30 minutos diariamente durante seis semanas, enquanto o grupo controle foi exposto à luz âmbar de placebo.

O grupo exposto à luz azul relatou melhora nos horários de sono, funcionamento executivo e redução da sonolência diurna.

A equipe também observou aumento do volume talâmico e conectividade estrutural no cérebro. Esses resultados mostram a associação da melhora do sono com a recuperação do trauma.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO