Entenda como smartphones e mídias sociais aumentam as chances de sofrimento mental em adolescentes

ANÚNCIO

O uso excessivo de smartphones e mídias sociais pode ter consequências graves para a saúde mental dos adolescentes.

Muito tempo em redes sociais e pouco exercício físico afetam saúde mental  de jovens | saúde | ge
Foto: (reprodução/internet)

Uma análise abrangente de vários estudos, publicada no Canadian Medical Association Journal, descobriu que smartphones e mídias sociais aumentaram as chances de sofrimento mental.

ANÚNCIO

Isso incluiu consequências graves, como comportamento autolesivo e suicida. O efeito parece ser maior para as meninas.

Como o estudo foi conduzido

A equipe canadense do Hospital for Sick Children usou estudos longitudinais, randomizados e controlados para a análise. O foco era vincular o uso de smartphones e mídias sociais a comportamento suicida e sofrimento mental.

No entanto, não considerou os jogos online. O objetivo do exercício é ajudar os médicos que trabalham com os jovens e suas famílias na redução dos efeitos nocivos da mídia social e do uso de smartphones.

ANÚNCIO

Mais sobre redes sociais: Conheça 6 informações privadas que trazem risco se compartilhadas em redes sociais

O impacto das mídias sociais e smartphones nos adolescentes

A mídia social afeta a visão própria dos adolescentes por meio de interações negativas e comparações prejudiciais. Pode normalizar e promover lesões autoprovocadas.

O uso excessivo de smartphones pode levar à privação crônica do sono, criando um impacto negativo no controle cognitivo, funcionamento socioemocional e desempenho acadêmico.

Por fim, a equipe recomendou aos médicos que se concentrassem na redução do uso da mídia social, em vez de erradicá-la. Pedindo aos pais para discutir e definir limites, o artigo também os aconselhou a definir o comportamento do modelo do smartphone.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO