Conheça os desafios no enfrentamento à pandemia do COVID-19 nas zonas de conflito

ANÚNCIO
Vírus chega ao maior campo de refugiados do mundo - Jornal O Globo
Foto: (reprodução/internet)

Vários países ao redor do mundo estão em diferentes estágios de luta contra o desafio que é o COVID-19, fazendo o possível para colocar uma frente unida contra o vírus que se espalha rapidamente.

Veja também: Como a urbanização está associada ao aumento de doenças infecciosas?

Enquanto a China já estava abrandando os bloqueios e Nova York recorrendo a valas comuns, o Iêmen, dominado pelo conflito, relatou seu primeiro caso em abril.

ANÚNCIO

Um relatório do Fórum Econômico Mundial destaca o risco extraordinário que as regiões devastadas pela guerra, os campos de refugiados e as zonas de conflito enfrentam ao tentar se salvar da situação de pandemia que está afetando o mundo atualmente.

Coronavírus pode causar tragédia nos campos de refugiados na Grécia | Notícias internacionais e análises | DW | 03.04.2020
Foto: (reprodução/internet)

Com a grande possibilidade de COVID-19 atingir campos de refugiados em Gaza e na Síria em breve e a falta de acesso à ajuda e obstruções políticas feitas pelo homem no fornecimento de recursos e ajuda, o relatório pinta o quadro de valas comuns semelhantes para a região.

Atualmente, essas regiões lutam pelo acesso aos direitos básicos e aceitam condições de vida precárias, nas quais a satisfação das necessidades é uma decisão política. O combate a esse vírus requer alguns princípios básicos, como manter os princípios básicos de higiene lavando as mãos e mantendo distância física um do outro.

ANÚNCIO

Seguir essas diretrizes para se manter mais saudável em uma zona onde os deslocados vivem em assentamentos temporários, incertos sobre seu amanhã e o futuro de seus filhos é difícil, para dizer o mínimo.

Coronavírus torna mais urgente evacuação de campos de refugiados na Grécia | MSF
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, as organizações de todo o mundo que tentam oferecer ajuda estão encontrando dificuldades para fazer com que a ajuda chegue ao seu destino com obstáculos ao longo do caminho.

Lavar as mãos, que hoje se espera ser uma rotina diária essencial, é um luxo para essas regiões. Populações densas agrupadas em faixas menores de terra também eliminam a possibilidade de distanciamento físico. A insegurança em relação à comida e outros itens básicos é um problema principal em áreas como essas.

Já estão a ser detectados casos COVID-19 nos campos de refugiados na Grécia e é uma questão de tempo até que mais regiões deste tipo sejam afetadas pela situação. Uma vez que isso aconteça, deixar a situação sob controle seria um novo desafio.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO