17 de Novembro: veja quais são as notícias da semana sobre o coronavírus

ANÚNCIO
Moderna anuncia que sua vacina contra covid tem 94,5% de eficácia - Notícias - R7 Saúde
Foto: (reprodução/internet)

Mais boas notícias na frente de desenvolvimento de vacinas: na segunda-feira, a empresa farmacêutica Moderna revelou em um comunicado à imprensa que sua vacina experimental contra o coronavírus é 94,5% eficaz, de acordo com os primeiros dados de seu ensaio de Fase 3.

Como a que está sendo desenvolvida pela Pfizer, a vacina da Moderna usa RNA mensageiro para dizer ao corpo para começar a produzir uma proteína de coronavírus, que dispara uma resposta imunológica.

ANÚNCIO

Os dados não foram revisados ​​por pares ou publicados ainda, mas Moderna planeja buscar autorização de uso emergencial do FDA para começar a inocular pessoas de alto risco o mais rápido possível. Curiosidade: o trabalho é financiado pelo Dolly Parton COVID-19 Research Fund.

Isso não significa que a pandemia acabou. Você ainda deve usar máscara. Se você estiver usando-as de maneira inconsistente porque elas caem pelo nariz ou embaçam seus óculos, o neurocirurgião Dr. Daniel M. Heiferman tem uma solução: um Band-Aid.

No Twitter, ele postou uma selfie com um band-aid preso por cima da máscara cirúrgica, resolvendo os dois problemas irritantes de uma vez.

ANÚNCIO

É seguro se reunir com parentes e amigos para as festas de fim de ano?

Buzzfeed perguntou a sete especialistas em doenças infecciosas sobre o que eles estão planejando para o feriado da próxima semana e conselhos para comemorar com segurança.

A resposta semi-curta: quanto menos você viajar e quanto menos pessoas vir, melhor.

Veja também: E se algumas vacinas infantis pudessem atuar como um inibidor natural do COVID-19?

Enxaguante bucal mata o coronavírus?

Ah, sim, um estudo de “enxaguatório bucal mata o coronavírus” está novamente em alta nas redes sociais.

Mas não fique muito animado. Um estudo da Cardiff University descobriu que um ingrediente para enxaguatório bucal mata o coronavírus na saliva humana – em tubos de ensaio – em 30 segundos.

Mas os resultados não foram revisados ​​por pares e as condições do laboratório não são as mesmas de um ser humano tomando Listerine.

Mesmo que os testes do mundo real mostrem que o ingrediente elimina o vírus da saliva das pessoas, o produto não será um tratamento viável porque nunca atinge outras partes do corpo. Uma ideia melhor? Lave as mãos com frequência e não toque no rosto

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Mental Floss

ANÚNCIO