O temperamento infantil pode determinar a personalidade na vida adulta?

ANÚNCIO

 

Quer a felicidade do seu filho na vida adulta? Essas 7 atitudes na infância  podem ajudar
Foto: (reprodução/internet)

Nossa personalidade adulta e vida social podem ter sido decididas em nossa infância. Um estudo recente do NIH, publicado em Proceedings of the National Academy of Sciences, mostrou que o temperamento de uma criança pode ser um fator decisivo na personalidade adulta.

ANÚNCIO

Mais sobre infância: A tecnologia prejudica as habilidades sociais entre crianças?

Por exemplo, bebês com inibição comportamental crescem e se tornam adultos reservados e introvertidos aos 26 anos. Da mesma forma, adolescentes que são sensíveis a cometer erros têm maior probabilidade de internalizar distúrbios (como depressão e ansiedade) na idade adulta.

A equipe de pesquisa se concentrou na inibição comportamental ou IC como um temperamento específico. Pesquisas anteriores mostraram que a IC permanece relativamente estável durante a infância.

Crianças com IC eram mais propensas a desenvolver transtornos de ansiedade e retraimento social do que crianças sem IC. O presente estudo investigou achados anteriores com um estudo de longo prazo e dados neurofisiológicos.

ANÚNCIO

A equipe selecionou seus participantes aos 4 meses de idade, seguindo-se a avaliação das crianças com IC aos 14 meses. Esses participantes retornaram aos 15 anos de idade para fornecer medidas neurofisiológicas.

Eles foram contatados novamente aos 26 anos para medir sua personalidade, psicopatologia e funcionamento social. A equipe também avaliou a educação e as perspectivas de emprego dos participantes.

Eles descobriram que os participantes com IC aos 14 meses eram mais propensos a ter uma personalidade reservada com funcionamento social inferior aos 26 anos. As relações sociais eram menores no que diz respeito a parceiros românticos, amigos e família.

Crianças com IC aos 14 meses juntamente com maior negatividade relacionada ao erro aos 15 anos de idade também mostraram níveis mais elevados de psicopatologia internalizante. No entanto, não houve associações com psicopatologia geral externalização ou qualquer impacto sobre a educação e as perspectivas de emprego.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO