Se praticados por inaptos, exercícios de alta intensidade podem causar parada cardíaca, entenda

ANÚNCIO
Mal súbito: o que é, causas, sintomas e como agir quando problema acontece
Foto: (reprodução/internet)

Atividades de endurance de alta intensidade, em comparação com exercícios aeróbicos, podem causar fibrilação atrial ou parada cardíaca.

Um estudo publicado na Circulation apoiou a relação de causa e efeito entre o aumento gradual do exercício físico e a diminuição da ocorrência de doenças cardíacas.

ANÚNCIO

Os exercícios aeróbicos, como natação, caminhada e corrida ajudam a movimentar os músculos grandes, promovendo o movimento de forma rítmica e sustentada.

O exercício é um remédio, mas nem sempre

O presidente do comitê de redação do artigo, Barry A. Franklin, comentou sobre a pesquisa dizendo: “O exercício é um remédio, e não há dúvida de que a atividade física moderada a vigorosa é benéfica para a saúde cardiovascular geral.”

Mais sobre exercícios: É mais benéfico fazer exercícios mais intensos ou um esporte?

“No entanto, como a medicina, é possível subdosar e superdosar com exercícios – mais nem sempre é melhor e pode levar a eventos cardíacos, principalmente quando realizados por inativos, inaptos, indivíduos com doença cardíaca conhecida ou não diagnosticada.”

ANÚNCIO

Repercussões do estudo

O objetivo do estudo é fornecer aos médicos e outros profissionais de saúde informações adequadas sobre como aconselhar os pacientes sobre como dedicar a quantidade certa de tempo e energia à atividade física.

Os pesquisadores envolvidos no estudo sugerem construir um regime de exercícios de lento a moderado e então, talvez, vigoroso, em vez de tomá-lo extensivamente desde o primeiro dia.

Franklin acrescentou: “É importante começar a se exercitar – mas vá devagar, mesmo que você tenha sido um atleta no ensino médio”.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO