Autismo passou a ser mais prevalente em populações brancas pobres e em minorias étnicas, entenda

ANÚNCIO

A pista para enfrentar o autismo, a longo prazo, pode estar em como a rica comunidade branca da Califórnia está vivendo.

Autismo: o que é, causas, sintomas, tratamento, leis - Biologia Net
Foto: (reprodução/internet)

Publicado no Journal of Autism and Developmental Disorders, o estudo sobre as tendências do autismo na região nas últimas décadas revelou a mudança de direção da condição.

ANÚNCIO

De ser uma condição que afetava os condados da Califórnia, dominados por setores brancos ricos da sociedade até algumas décadas atrás, agora é mais prevalente em populações brancas pobres, bem como em minorias.

Como foi realizado o estudo?

Os pesquisadores estudaram dados de casos de autismo de 20 anos de 36 condados mais populosos do estado, coletados do Departamento de Serviços de Desenvolvimento da Califórnia.

Do ano de 1993 a 2000, a prevalência do autismo aumentou entre todos os grupos demográficos. Para nascimentos desde 2000, as tendências no autismo sofreram uma mudança.

ANÚNCIO

Veja também: The Good Doctor da vida real: conheça o jovem com autismo que se formou em medicina

Embora antes o autismo afetasse fortemente os brancos ricos na Califórnia, agora começou a declinar. No entanto, a população branca de renda média apresentava crescimento de casos, embora em ritmo menor.

O crescimento dos casos de autismo foi mais rápido em áreas de baixa renda. Em 2013, observa o estudo, os condados no lado, de renda mais baixa da escala, tinham mais do dobro de casos entre a população branca, em comparação com a população branca nos condados de renda mais alta do estado da Califórnia.

“Embora o autismo já tenha sido considerado uma condição que ocorre principalmente entre brancos de alto nível socioeconômico, esses dados sugerem que o peso do autismo severo agora está sendo cada vez mais suportado por famílias de baixa renda e minorias étnicas”, disse a autora principal Cynthia Nevison. D.

A que se deve essa tendência?

Enquanto os autores deste estudo especulam que as razões para essa tendência são fatores ambientais, alguns especialistas em saúde sugerem que situações de rastreamento e diagnóstico estejam em jogo.

A equipe de pesquisadores está ainda considerando a possibilidade de que famílias mais ricas optem por serviços privados em vez dos oferecidos pelo Estado, enquanto famílias de baixa renda não têm acesso adequado aos cuidados de saúde.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO