Estudo revela que a anestesia geral em cesarianas aumenta o risco de depressão pós-parto

ANÚNCIO
Como saber se sofro de depressão pós-parto?
Foto: (reprodução/internet)

Uma pesquisa recente revelou que a anestesia geral pode ser uma das principais razões por trás da depressão pós-parto.

Publicado na revista Anesthesia and Analgesia, o estudo constatou que a anestesia geral, quando administrada para cesariana, foi associada a maior chance de desenvolver depressão pós-parto grave (DPP) quando comparada à anestesia neuroaxial.

ANÚNCIO

Em um número esmagador de casos, o PPD levou a pensamentos de suicídio ou automutilação e, eventualmente, exigiu hospitalização.

Como o estudo foi conduzido

A equipe usou um estudo de coorte de partos cesáreos que ocorreram em hospitais do estado de Nova York durante um período de oito anos, de janeiro de 2006 a dezembro de 13.

A equipe concentrou-se em mulheres de Nova York que haviam se submetido a apenas uma operação cesárea neste período.

ANÚNCIO

Veja também: Conheça os problemas na gestação vinculados ao surgimento de psicose em crianças

Mulheres que receberam anestesia geral para outras cirurgias ou partos antes deste período de estudo foram excluídas. Ao todo foram considerados 428.204 casos, dos quais 34.356 receberam anestesia geral.

A anestesia geral deve ser evitada como primeiro recurso

Destas 1.158 mulheres desenvolveram PPD grave, exigindo hospitalização. A chance de desenvolver PPD foi 54% maior quando comparada à anestesia neuroaxial.

As chances de DPP grave com pensamentos suicidas ou automutilação foram 91% maiores.

O estudo concluiu que a anestesia geral deve ser evitada como primeiro recurso e, quando administrada, as mulheres devem receber cuidados de saúde mental pós-operatórios adequados.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO