Conheça os alimentos que reduzem o risco de acidente vascular cerebral

ANÚNCIO

Sabemos que certos alimentos reduzem o risco de doenças cardiovasculares, mas há uma ligação entre os diferentes grupos de alimentos com subtipos de AVC?

Como fazer iogurte caseiro - confira a versão natural e com frutas!
Foto: (reprodução/internet)

Um estudo em grande escala na Europa relacionou os principais alimentos e fibras dietéticas com derrame isquêmico e hemorrágico.

ANÚNCIO

Como foi realizada a pesquisa?

Publicado no European Heart Journal, o estudo foi realizado pela Universidade de Oxford. Os autores usaram os dados da Investigação Prospectiva Europeia em Câncer e Nutrição (EPIC), um estudo de coorte prospectivo multicêntrico em grande escala.

Eles usaram dados de nove países europeus com 418.329 participantes. A dieta local foi avaliada de acordo com questionários específicos do país. Foi projetado para coletar dados sobre a ingestão alimentar habitual calibrada para recordatório de 24 horas.

Leia mais: Avaliações de AVC caem 39% durante a pandemia de COVID! Descubra por que esse fato é preocupante

Estabeleceram-se, então, associações com o consumo de diversos alimentos, como leguminosas, cereais, laticínios, frutas e verduras, alimentos de origem animal e alimentos processados. Estes foram estabelecidos para acidente vascular cerebral isquêmico e hemorrágico.

ANÚNCIO

Planejando a dieta de acordo com o tipo de AVC

Alimentos que reduziram o risco de acidente vascular cerebral isquêmico incluíram maior consumo de frutas e vegetais, leite, iogurte e queijo.

Por outro lado, alimentos como carne vermelha aumentam o risco. Para derrame hemorrágico, os ovos foram considerados alimentos de alto risco.

Os autores do estudo enfatizaram que conhecer o subtipo do AVC pode ser importante ao planejar uma dieta para os pacientes.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO