As maioria das mulheres que aborta se arrepende da decisão?

ANÚNCIO

Embora o aborto possa ser uma decisão difícil para algumas mulheres, não é tão emocionalmente prejudicial como muitas vezes se pensa.

Aborto em perspectiva ecofeminista
Foto: (reprodução/internet)

Um estudo marcante sobre a ramificação emocional de longo prazo do aborto descobriu que 5 anos após o evento, uma alta proporção de mulheres concordou que foi a decisão certa.

ANÚNCIO

Conduzido por cientistas da Universidade da Califórnia, o estudo foi publicado na Social Science & Medicine.

Foco nas emoções e confiança na decisão

Os resultados foram baseados em dados longitudinais abrangendo cinco anos. Foram coletados de mulheres que fizeram aborto em 30 instalações nos Estados Unidos entre 2008 e 2010.

Os dados foram coletados uma semana após o aborto e semestralmente durante os cinco anos seguintes. Os pesquisadores se concentraram nas emoções dos participantes e na fé em sua decisão.

ANÚNCIO

O alívio foi a emoção mais dominante

A equipe estava avaliando a dificuldade de decisão e o estigma do aborto percebido em sua comunidade, pois esses dois fatores podem causar emoções negativas atrasadas ou prolongadas.

As descobertas da equipe não sustentam essa crença. Eles descobriram que as emoções positivas e negativas começam a declinar nos primeiros dois anos, estagnando depois disso. Na verdade, o alívio foi a emoção mais dominante sentida entre as mulheres.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO