Oscar muda diretrizes da premiação para promover representatividade

ANÚNCIO

O evento Oscar, que é organizado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas vêm demonstrando algumas mudanças. Dentre elas, no mês de junho, a academia anunciou que estava lançando uma adesão de políticas de inclusão com o fim de aumentar a diversidade nos sets. 

As novas diretrizes tem previsão para serem aplicadas em 2022. Por isso, neste ano ainda não serão obrigatórias, mas a ideia é que até 2024 já esteja funcionando perfeitamente. Elas atuarão mediante ao quadro de participantes que compõem a organização e também ao destino das estatuetas.

ANÚNCIO

Essa decisão surgiu após os questionamentos que o evento recebeu este ano a diversos motivos, como não nomear mulheres para a categoria de Melhor Direção, além da onda de protestos que vem ocorrendo em todo o mundo contra o racismo estrutural e contra todas as outras formas de preconceito.

Oscar muda diretrizes da premiação para promover representatividade

Confira abaixo mais informações sobre como funcionará o Oscar e conheça algumas das diretrizes que serão impostas pela academia. 

As novas diretrizes 

As diretrizes já valerão para a categoria de ‘Melhor filme’, que ainda não foram todas divulgadas. Então, para que o filme possa concorrer à categoria, ele precisará respeitar a pelo menos 2 de 4 regras de visibilidade geradas pela Academia. 

ANÚNCIO

A ideia é que as premiações tenham uma espécie de sistema de cotas. Nesse sistema, gerado pela academia, as pessoas consideradas dentro da diversidade, ou seja, LGBTs, mulheres e pessoas negras, equivalerão desde os atores até os funcionários que trabalham por trás das câmeras. Por exemplo, entram para contagem tanto diretores quanto estagiários.

Além desses ao menos um dos protagonistas, coadjuvantes ou 30% do elenco deverão fazer parte das chamadas minorias. É necessário ter também pelo menos dois cargos de liderança composto por minorias essencialmente mulheres e portadores de necessidades específicas.

Como essa mudança pode afetar o mundo

A mudança nestas diretrizes serão capazes de realizar uma grande diferença nas percepções das pessoas sobre o que se visualiza nas artes cinematográficas. Por exemplo, muitas crianças se espelham em personagens de filmes.

Então, por vezes, uma criança ou adolescentes negros que se espelham no ator Will Smith, artista adorado por grande parte da população brasileira, e se frustam ao descobrir que ele nunca ganhou o Oscar e isso pode ser muito desanimador. 

De acordo com o dicionário de Língua portuguesa representatividade significa a expressão do interesse de um grupo que vai de encontro com a figura de um representante. Então, para um grupo se sentir representado, é necessário que pessoas estejam a frente, como no caso dos cinemas, e em posições de alto nível.

Portanto ter alguém representando um grupo com uma imagem de artista negro, ou de uma diretora mulher, e personagens LGBTs pode ser extremamente importante.

ANÚNCIO