As bactérias que combatem o câncer estão dentro de nós, entenda

ANÚNCIO

Estudos mostraram que as bactérias intestinais melhoram nossa imunidade e podem até ajudar na imunoterapia contra o câncer. No entanto, o mecanismo preciso de seu funcionamento não era conhecido.

Mas um estudo recente da Universidade de Calgary pode ter identificado as bactérias intestinais que ajudam nosso sistema imunológico a combater tumores cancerígenos e como eles funcionam. Isso também pode explicar por que algumas imunoterapias contra o câncer funcionam e outras não.

ANÚNCIO

Veja também: Mulheres com câncer recuperam a autoestima com aplicativos de relacionamento 

O estudo com animais, que foi publicado na revista Science, também descobriu que o sistema imunológico pode funcionar melhor se combinarmos terapia microbiana muito específica com imunoterapia.

Isso pode ter melhores chances de identificar e combater as células cancerosas em certos melanomas, como o câncer colorretal e de bexiga. A equipe de pesquisa introduziu espécies bacterianas no trato intestinal de camundongos. Descobriu-se que elas aumentava a eficiência do sistema imunológico, principalmente nos postos de controle.

A equipe descobriu que as bactérias produziram uma pequena molécula conhecida como inosina. É esta molécula que pode aumentar a resposta da imunoterapia no corpo. Quando a imunoterapia diminuiu a função da barreira intestinal, a translocação da inosina foi desencadeada, ativando as células antitumorais.

ANÚNCIO
Bactérias intestinais podem ser chave no tratamento de doença autoimune | INDICE.eu - Toda a Saúde
Foto: (reprodução/internet)

O estudo, portanto, mostrou como a imunoterapia junto com bactérias intestinais poderia ajudar a desencadear as células antitumorais.

“Identificar como os micróbios melhoram a imunoterapia é crucial para desenvolver terapias com propriedades anticâncer, que podem incluir microbianos”, disse a Dra. Kathy McCoy, diretora científica do International Microbiome Center e principal autora do estudo.

“O microbioma é uma coleção incrível de bilhões de bactérias que vivem dentro de nós e ao nosso redor todos os dias. Estamos no estágio inicial de compreensão total de como podemos usar esse novo conhecimento para melhorar a eficácia e a segurança da terapia anticâncer e melhorar a sobrevida e o bem-estar do paciente com câncer”, ela finaliza.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO