Você sabia que pequenos prazeres no cotidiano podem levar a uma vida mais feliz?

ANÚNCIO
Os 7 hábitos das pessoas altamente felizes | Jornal do Empreendedor
Foto: (reprodução/internet)

Hedonismo, com suas origens gregas antigas, se traduz em prazer e suas variações. Embora o discurso moderno atribua várias conotações negativas à palavra, o hedonismo pode nos fazer bem.

Se for possível acreditar em um novo estudo, o hedonismo por meio da prática de atividades rotineiras ou de curto prazo que induzem ao prazer pode ajudar a levar uma vida mais feliz.

ANÚNCIO

Fique por dentro: Descubra 8 atividades divertidas para te tirar do tédio

Ao falar sobre como alcançar seus objetivos de longo prazo ou fazer melhor para levar uma vida mais feliz, o foco parece ser mais em como otimizar métodos para atingir mais objetivos, e mais cedo.

O estudo oferece uma perspectiva diferente, em que pausas para prazer menores a cada dia podem ajudá-lo a alcançar mais e, assim, ser mais feliz. Isso coloca a ideia de autocontrole em uma posição secundária.

Katharina Bernecker, pesquisadora em psicologia motivacional da Universidade de Zurique, diz: “É claro que o autocontrole é importante, mas a pesquisa sobre autorregulação deve dar a mesma atenção ao hedonismo, ou prazer de curto prazo.”

ANÚNCIO

Os participantes foram solicitados a responder a um questionário, que foi elaborado pelos pesquisadores para avaliar sua capacidade de hedonismo, ou o que eles definem como ‘sua capacidade de se concentrar em suas necessidades imediatas e se entregar e desfrutar de prazeres de curto prazo.’

O objetivo era entender se a capacidade de perseguir objetivos hedônicos está relacionada ao bem-estar. Verificou-se que pensamentos intrusivos podem distrair algumas pessoas se elas estão tentando buscar mais prazer com o propósito de relaxamento.

No entanto, as pessoas que se divertiram no momento tiveram uma melhor sensação de bem-estar e menos probabilidade de sofrer de ansiedade ou depressão.

Embora a equipe reconheça a necessidade de mais pesquisas na área, eles também recomendam um melhor planejamento do tempo para atividades prazerosas durante o dia e traçar limites claros entre o trabalho e o intervalo para melhor aproveitar ambos.

Isso parece ainda mais relevante em um ambiente de distanciamento social, quando trabalhar em casa pode nos tirar do eixo.

Os resultados deste estudo são publicados no Personality and Social Psychology Bulletin.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Organic Facts

ANÚNCIO