Acredite ou não: um bilhete lido em voz alta poderia ter provocado a derrota dos EUA na Revolução Americana

ANÚNCIO

Se, em 1776, um soldado pró-britânico tivesse lido uma nota em vez de enfiá-la no bolso, a América poderia ter perdido a Guerra Revolucionária. Pois é! Vamos começar a explicar a história.

Revolução Americana (1775-1783) - História - InfoEscola
Foto: (reprodução/internet)

Os britânicos capturaram Nova York e enviaram os rebeldes para fora de Nova Jersey. Agora o inverno se aproximava e enquanto as tropas britânicas se hospedavam em cidades e vilas, George Washington e seus homens acampavam no deserto sem sapatos ou cobertores suficientes para todos.

ANÚNCIO

A moral estava baixa; Washington precisava desesperadamente de uma vitória para reunir suas tropas. Bem a tempo, Washington soube que as tropas Hessian (mercenários alemães pró-britânicos), estacionadas em Trenton, eram vulneráveis ​​a um ataque surpresa.

Leia também: Os Estados Unidos quase souberam do ataque a Pearl Harbor a tempo de se defender dele: entenda a história

Então, por volta da meia-noite de 26 de dezembro, ele e seus homens cruzaram secretamente o rio Delaware para atacar. Um espião britânico descobriu seus planos. Mas quando o espião chegou ao acampamento de Hessian, ele foi instruído a deixar um bilhete para o coronel alemão responsável.

O coronel estava ocupado “bebendo applejack e jogando cartas” … e quando recebeu a nota, ele a ignorou. “Já era tarde, ele estava grogue e o bilhete era em inglês, que ele não conseguia ler. Ele colocou no bolso.”

ANÚNCIO

Washington atacou de madrugada e fez mil prisioneiros em uma vitória muito necessária. O coronel foi ferido no campo de batalha. Enquanto ele morria, a nota foi encontrada e traduzida para o alemão. Se ele tivesse lido antes, ele admitiu: ‘Eu não estaria aqui.’

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Portable Press

ANÚNCIO