Os Estados Unidos quase souberam do ataque a Pearl Harbor a tempo de se defender dele: entenda a história

ANÚNCIO

É bizarro pensar que o resultado de alguns dos eventos mais importantes da história ocidental dependeu de um detalhe. Mas é esse o caso.

Pearl Harbor: como o inimigo derrotado se tornou aliado? - Sputnik Brasil
Foto: (reprodução/internet)

Os Estados Unidos quase souberam do ataque a Pearl Harbor a tempo de se defender dele. Eis o que aconteceu: às 7h da manhã de 7 de dezembro de 1941, os operadores de radar Joseph Lockhard e George Elliott tinham acabado de terminar seu turno em uma estação de radar na ilha de Oahu, Havaí.

ANÚNCIO

Leia também: A catastrófica explosão do navio Mont-Blanc criou um laço de amizade entre duas cidades: entenda o caso

Mas a caminhonete que deveria buscá-los estava atrasada, então eles permaneceram em seus consoles mais alguns minutos, e às 7h02 Elliott captou o maior sinal de alerta que qualquer homem já tinha visto.

Eles tentaram ligar para a sala de controle, mas de acordo com John e Claire Whitcomb em seu livro Oh Say Can You See, “a linha estava muda – os homens na sala de controle foram tomar o café da manhã”.

Elliott tentou o circuito telefônico normal e conseguiu falar com o tenente Kermit Tyler, um piloto que era a única pessoa de plantão. “Há um grande número de aviões vindo do norte, três graus a leste.”

ANÚNCIO

O Tenente Tyler não ficou impressionado. Lockhard entrou na linha e tentou convencer o tenente de que era importante – ele nunca tinha visto tantos aviões na tela. “Bem, não se preocupe com isso”, disse Tyler finalmente.

Às 7h45 o caminhão chegou e os dois soldados fecharam a estação e foram embora. Às 7h55, as primeiras bombas caíram em Pearl Harbor

7 de Dezembro de 1941, Pearl Harbour é bombardeado: pretexto dos norte-americanos para entrar na guerra | DCO
Foto: (reprodução/internet)

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Portable Press

ANÚNCIO