Veja essas duas histórias de pessoas que morreram de formas estranhas

ANÚNCIO
As pessoas podem ficar eufóricas no momento da morte? - BBC News Brasil
Foto: (reprodução/internet)

Apenas algumas histórias excêntricas sobre pessoas que morreram … enquanto flertavam com a morte de outras maneiras.

Morte carregando um caixão

Um cemitério, em outubro de 1872, realizou uma cerimônia fúnebre de alguém muito próximo e querido a Henry Taylor, de 60 anos, quando ele foi selecionado para ser o carregador do caixão e ajudar a ver o caixão até seu local de descanso final.

ANÚNCIO

Enquanto ele caminhava, o caixão na mão, alguns dos outros carregadores perderam o controle do caixão enquanto caminhavam por um caminho estreito.

Como resultado, Taylor tropeçou em uma lápide, e os outros homens que carregavam o caixão o jogaram bem em cima de Taylor.

O serviço fúnebre continuou enquanto Taylor foi levado para um hospital, onde morreu devido aos ferimentos alguns dias depois.

ANÚNCIO

Falando em morte, veja também: Nadar logo após comer causa risco de morte?

Morte na cadeira elétrica fugindo da cadeira elétrica

Michael Godwin foi condenado por assassinato e sentenciado a uma longa estadia em uma prisão da Carolina do Sul.

Inicialmente condenado à morte na cadeira elétrica, ele apelou do caso e viu sua punição comutada para pena de cumprimento.

Em 1989, seis anos depois de sua passagem, um guarda que fazia uma verificação rotineira de prisioneiros encontrou Godwin morto em sua cela.

Ele estava sentado nu em seu banheiro de metal padrão e também tinha a boca gravemente queimada.

Uma investigação revelou a causa desta estranha morte: enquanto estava sentado na cômoda, Godwin tentava consertar um par de fones de ouvido conectado à sua televisão, durante o qual mordeu um fio elétrico ligado.

Sentar no metal nu ajudou a conduzir a carga mortal que percorreu seu corpo, o que significa que ele morreu da cadeira elétrica, afinal.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Portable Press

ANÚNCIO