Descoberta em Vênus agita a discussão sobre vida extraterrestre

ANÚNCIO

Nesta segunda-feira (14), cientistas publicaram um artigo que indica a existência do gás fosfina na atmosfera de Vênus. O estudo foi apresentado na revista científica “Nature Astronomy” e pode indicar que exista vida no planeta.

A sugestão de vida microbiana em Vênus se dá, pois a fosfina é um gás que também está presente no planeta Terra. Jane Greaves, professora da Universidade de Cardiff, foi uma das especialistas que trabalhou na pesquisa.

ANÚNCIO

A equipe de cientistas observava a superfície de Vênus desde 2016, por meio de dois telescópios, um no Chile e outro no Havaí. O fato que mais surpreendeu Greaves, além da descoberta da possível vida, é que o planeta é hostil à vida.

Descoberta em Vênus agita a discussão sobre vida extraterrestre
Fonte: (Reprodução/Internet)

Gás fosfina pode indicar vida em Vênus

A existência da vida terrestre foi realizada através do telescópio James Clerk Maxwell, no Havaí. A máquina do Chile, em Alma, confirmou o feito. O gás descoberto é formato por fósforo com a ligação de três átomos de hidrogênio. 

Segundo a pesquisa, a quantidade encontrada na atmosfera de Vênus é de 20 partes por bilhão. Jane Greaves e os pesquisadores tentaram encontrar fontes não-vivas para explicar a existência do gás fosfina, como vulcões, meteoritos ou alguma reação química, mas nada conferiu.

ANÚNCIO

“Com base no que sabemos sobre Vênus, a explicação mais plausível para a presença do gás fosfina, por mais fantástica que pareça, é a presença de vida”, afirmou Clara Sousa,Silva, co-autora e astrofísica molecular do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA).

Semelhanças e diferenças entre a Terra e Vênus

Vênus é o planeta mais próximo da Terra. Existem semelhanças nas estruturas, mas a Terra é um pouco maior. O Sol tem Vênus como o segundo planeta mais próximo, enquanto a Terra é a terceiro. 

A principal diferença é que a atmosfera de Vênus é inabitável por conta de sua toxicidade. A superfície venusiana é tão quente que pode derreter chumbo, aos seus 471º C.

“Nenhuma fonte de vida poderia sobreviver na superfície de Vênus, que é completamente inóspita, até mesmo para bioquímicas completamente diferentes das nossas.”, explica Clara.

ANÚNCIO