O Castelo de Drum, na Escócia, escondia duas câmaras secretas com algo inusitado dentro: descubra aqui

ANÚNCIO
Castelo Drum – Wikipédia, a enciclopédia livre
Foto: (reprodução/internet)

Os banheiros foram desenvolvidos em todo o mundo, de forma independente, há milhares de anos, mas os arqueólogos continuam encontrando protótipos cada vez mais antigos na Escócia.

Um dos mais antigos foi encontrado por arqueólogos na década de 1850 em Skara Brae, um antigo assentamento no continente, a maior das ilhas Orkney na costa da Escócia. Várias cabanas de pedra entre as ruínas continham drenos que se estendiam para fora de suas paredes.

ANÚNCIO

Os historiadores acreditam que as cabanas, que datam de 3.000 aC, foram um dos primeiros, senão o primeiro, banheiro interno da Terra.

Já que chegamos no assunto, leia também: Resíduos humanos são um problema sério no Monte Everest: entenda o caso

E em 2013, os arqueólogos que trabalham para preservar o Castelo de Drum, perto de Aberdeen, descobriram duas “câmaras secretas” dentro de suas paredes que datam do século 13.

Seguindo os passos da História: Uma história sobre o banheiro
Foto: (reprodução/internet)

Um deles continha um guarderobe – um cômodo medieval – completo com um assento de madeira. Naquela época, um trono como este seria considerado de ponta e verdadeiramente digno de um nobre, ou alguém que pudesse se sentar em um trono de verdade.

ANÚNCIO

Naquela época, o encanamento interno ainda era rudimentar para os padrões atuais e poucas pessoas na região tinham acesso a latrinas. E aqui está a melhor parte. O banheiro estava escondido por uma construção do século XIX – estantes de livros.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Portable Press

ANÚNCIO