Como uma música inofensiva dos Beatles serviu de inspiração para assassinatos em Los Angeles

ANÚNCIO

Essa música mudou o mundo… para pior. Paul McCartney escreveu “Helter Skelter” (traduzida como “Tobogã”) em 1967 após se desafiar a escrever algo mais alto e mais barulhento do que “I Can See for Miles” da banda The Who. De acordo com McCartney, a música é sobre um passeio em um parque de diversões.

ANÚNCIO

Mas o assassino em massa Charles Manson acreditava que continha mensagens secretas sobre uma guerra racial que se aproximava, após a qual Manson se tornaria o governante do mundo porque ele seria o único homem branco restante.

Veja também: Como a icônica música “We are the world” fez a diferença no mundo

Novo filme de Tarantino terá crimes do psicopata Charles Manson como plano de fundo | Hypeness – Inovação e criatividade para todos.
Foto: (reprodução/internet)

Liderado por essa ilusão, Manson enviou seus seguidores em uma onda de assassinatos em 1969.

Helter Skelter e a obsessão mútua entre Charles Manson e o rock | JUDAO.com.br
Foto: (reprodução/internet)

Eles assassinaram brutalmente sete pessoas em Los Angeles e deixaram as palavras “Helter Skelter” rabiscadas (e com erros ortográficos) em uma das geladeiras das vítimas.

ANÚNCIO

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Portable Press

ANÚNCIO