Essas são as 5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 

Emilia Clarke como Daenerys Targaryen no final da série Game of Thrones.
Foto: (reprodução/internet)

Já se passou mais de um ano desde que a oitava e última tempora temporada do clássico da HBO e a saga geral concebida pelo autor George RR Martin.

A temporada final, e o último episódio em particular, responderam a muitas perguntas dos fãs, incluindo o destino de personagens como Jon Snow (Kit Harington), Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) e Tyrion Lannister (Peter Dinklage) – e finalmente, nomeou um novo governante de Westeros.

Mesmo que a série tenha acabado por agora (uma série pré-sequência está chegando, eventualmente), alguns novos detalhes que podem nos levar a novas observações surgiram desde o final.

Dê uma olhada em cinco coisas que descobrimos, mas cuidado: contém spoilers para quem não assistiu a série inteira.

 1. O PÔSTER DA PRIMEIRA TEMPORADA DE GAME OF THRONES REVELOU O FINAL

Essas são as 5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 
Foto: (reprodução/internet)

Quando Game of Thrones estreou em 2011, foi considerado uma aposta arriscada e cara para a HBO. Com base nos livros As Crônicas de Gelo e Fogo de George RR Martin, a série tenta narrar a extensa terra de Westeros e além, enquanto os governantes (e aspirantes ao trono) de todos os Sete Reinos competiam pelo controle do Trono de Ferro.

No final da série, descobrimos que Bran Stark, também conhecido como o Corvo de Três Olhos, seria nomeado rei. O pôster oficial da primeira temporada mostra Ned Stark (o pai de Bran) sentado no trono, mas olhe mais de perto e você verá um corvo empoleirado à sua direita.

2. A DECISÃO DE DAENERYS TARGARYEN DE DESTRUIR KING’S LANDING EM GAME OF THRONES FOI PROVAVELMENTE ESPONTÂNEA

Daenerys Targaryen faz cerco à Fortaleza Vermelha em Game of Thrones .HBO
Foto: (reprodução/internet)

Em “The Bells”, o quinto episódio da 8ª temporada, Daenerys rejeita o sinal de rendição de Cersei Lannister e continua a golpear uma cidade de inocentes com fogo.

Alguns supõem que a decisão dela foi premeditada, mas os líderes do seriado, David Benioff e DB Weiss, mais tarde confirmaram que seu apetite pela destruição foi despertado quando ela viu a Fortaleza Vermelha.

Ver o castelo em King’s Landing, construído por seus ancestrais Targaryen, tornou toda a batalha muito pessoal para Daenerys, fazendo-a abandonar qualquer pensamento de misericórdia.

3. JON SNOW NÃO COMETEU ASSASSINATO PREMEDITADO QUANDO MATOU DAENERYS TARGARYEN EM GAME OF THRONES 

Essas são as 5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 
Foto: (reprodução/internet)

Jon percebeu que não era possível confiar num governo sem assassinato em massa se Daenerys estivesse no poder. Assim, ele a confrontou e acabou a esfaqueando. De acordo com o ator Kit Harington, Jon não sabia que enfiaria a faca até aquele momento.

O ator acrescentou que Daenerys provavelmente mataria as irmãs de Jon, sendo o assassinato de Daenerys uma forma de proteger a própria família

4. DROGON NÃO TINHA A INTENÇÃO DE QUEIMAR O TRONO DE FERRO EM GAME OF THRONES

Depois que Jon Snow se sentiu forçado a matar sua tia/amante Daenerys Targaryen por ser uma maníaca homicida, seu dragão, Drogon, fica tão angustiado que envia um jato de fogo e destrói o Trono de Ferro.

Embora tenha sido uma destruição literal do que custou a vida de Daenerys, não foi necessariamente feito para ser intencional por parte do dragão. De acordo com o roteiro, o trono “não era o alvo” da ira de Drogon, era “apenas um espectador idiota preso na conflagração”. Em outras palavras, Drogon derreteu o Trono por acidente.

5. HOUVE RAZÕES NÃO DECLARADAS PARA BRAN STARK SER NOMEADO REI EM GAME OF THRONES

Essas são as 5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 
Foto: (reprodução/internet)

Game of Thrones terminou com Bran Stark (Isaac Hempstead Wright) sendo nomeado Rei dos Seis Reinos de Westeros, com Tyrion e outros expressando seu apoio a ele. O roteiro do episódio também fornece razões pelas quais os outros presentes estavam de acordo.

Sor Brienne de Tarth (Gwendoline Christie) era leal aos Stark; Lord Gendry Baratheon (Joe Dempsie) queria seguir o que todo mundo estava fazendo; Lord Edmure Tully (Tobias Menzies), tio de Bran, acredita que poderá influenciar seu sobrinho;

Yara Greyjoy (Gemma Whelan) sabia que seu irmão Theon (Alfie Allen) morreu protegendo Bran. Ela pensou que Bran ser nomeado rei faria Theon feliz.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Mental Floss