5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 

ANÚNCIO

Emilia Clarke como Daenerys Targaryen no final da série Game of Thrones.
Foto: (reprodução/internet)

Já se passou mais de um ano desde que a oitava e última tempora temporada do clássico da HBO e a saga geral concebida pelo autor George RR Martin.

A temporada final, e o último episódio em particular, responderam a muitas perguntas dos fãs, incluindo o destino de personagens como Jon Snow (Kit Harington), Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) e Tyrion Lannister (Peter Dinklage) – e finalmente, nomeou um novo governante de Westeros.

ANÚNCIO

Mesmo que a série tenha acabado por agora (uma série pré-sequência está chegando, eventualmente), alguns novos detalhes que podem nos levar a novas observações surgiram desde o final.

Dê uma olhada em cinco coisas que descobrimos, mas cuidado: contém spoilers para quem não assistiu a série inteira.

 1. O PÔSTER DA PRIMEIRA TEMPORADA DE GAME OF THRONES REVELOU O FINAL

5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 
Foto: (reprodução/internet)

Quando Game of Thrones estreou em 2011, foi considerado uma aposta arriscada e cara para a HBO. Com base nos livros As Crônicas de Gelo e Fogo de George RR Martin, a série tenta narrar a extensa terra de Westeros e além, enquanto os governantes (e aspirantes ao trono) de todos os Sete Reinos competiam pelo controle do Trono de Ferro.

ANÚNCIO

No final da série, descobrimos que Bran Stark, também conhecido como o Corvo de Três Olhos, seria nomeado rei. O pôster oficial da primeira temporada mostra Ned Stark (o pai de Bran) sentado no trono, mas olhe mais de perto e você verá um corvo empoleirado à sua direita.

2. A DECISÃO DE DAENERYS TARGARYEN DE DESTRUIR KING’S LANDING EM GAME OF THRONES FOI PROVAVELMENTE ESPONTÂNEA

Daenerys Targaryen faz cerco à Fortaleza Vermelha em Game of Thrones .HBO
Foto: (reprodução/internet)

Em “The Bells”, o quinto episódio da 8ª temporada, Daenerys rejeita o sinal de rendição de Cersei Lannister e continua a golpear uma cidade de inocentes com fogo.

Alguns supõem que a decisão dela foi premeditada, mas os líderes do seriado, David Benioff e DB Weiss, mais tarde confirmaram que seu apetite pela destruição foi despertado quando ela viu a Fortaleza Vermelha.

Ver o castelo em King’s Landing, construído por seus ancestrais Targaryen, tornou toda a batalha muito pessoal para Daenerys, fazendo-a abandonar qualquer pensamento de misericórdia.

3. JON SNOW NÃO COMETEU ASSASSINATO PREMEDITADO QUANDO MATOU DAENERYS TARGARYEN EM GAME OF THRONES 

5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 
Foto: (reprodução/internet)

Jon percebeu que não era possível confiar num governo sem assassinato em massa se Daenerys estivesse no poder. Assim, ele a confrontou e acabou a esfaqueando. De acordo com o ator Kit Harington, Jon não sabia que enfiaria a faca até aquele momento.

O ator acrescentou que Daenerys provavelmente mataria as irmãs de Jon, sendo o assassinato de Daenerys uma forma de proteger a própria família

4. DROGON NÃO TINHA A INTENÇÃO DE QUEIMAR O TRONO DE FERRO EM GAME OF THRONES

Depois que Jon Snow se sentiu forçado a matar sua tia/amante Daenerys Targaryen por ser uma maníaca homicida, seu dragão, Drogon, fica tão angustiado que envia um jato de fogo e destrói o Trono de Ferro.

Embora tenha sido uma destruição literal do que custou a vida de Daenerys, não foi necessariamente feito para ser intencional por parte do dragão. De acordo com o roteiro, o trono “não era o alvo” da ira de Drogon, era “apenas um espectador idiota preso na conflagração”. Em outras palavras, Drogon derreteu o Trono por acidente.

5. HOUVE RAZÕES NÃO DECLARADAS PARA BRAN STARK SER NOMEADO REI EM GAME OF THRONES

5 coisas que aprendemos com o final de Game of Thrones 
Foto: (reprodução/internet)

Game of Thrones terminou com Bran Stark (Isaac Hempstead Wright) sendo nomeado Rei dos Seis Reinos de Westeros, com Tyrion e outros expressando seu apoio a ele. O roteiro do episódio também fornece razões pelas quais os outros presentes estavam de acordo.

Sor Brienne de Tarth (Gwendoline Christie) era leal aos Stark; Lord Gendry Baratheon (Joe Dempsie) queria seguir o que todo mundo estava fazendo; Lord Edmure Tully (Tobias Menzies), tio de Bran, acredita que poderá influenciar seu sobrinho;

Yara Greyjoy (Gemma Whelan) sabia que seu irmão Theon (Alfie Allen) morreu protegendo Bran. Ela pensou que Bran ser nomeado rei faria Theon feliz.

Traduzido e adaptado por Agora Sabe

Fonte: Mental Floss

ANÚNCIO